Prefeitura Municipal de Salvador

Encontro promove fortalecimento da cultura na região da Barroquinha

 

 

Dialogar sobre como fortalecer a cultura em consonância com a comunidade do Centro Histórico da capital foi a proposta do encontro de Criações de Ações Culturais Barroquinha e Adjacências, realizado na tarde da última quinta-feira (9). O evento foi realizado no Teatro Gregório de Mattos (TGM), no Centro.

Promovido pela Gerência de Equipamentos Culturais da Fundação Gregório de Mattos (FGM), o encontro contou com a participação de aproximadamente 35 convidados que atuam na Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), em instituições culturais e sociais instaladas na região, profissionais autônomos de arte-educação, além de profissionais que atuam nos espaços culturais geridos pelo município.

O gerente de equipamentos culturais da FGM, Chicco Assis, reforçou que a proposta é estreitar laços com as organizações que atuam na região, de modo que os espaços de cultura possam ser ocupados. Assis afirma que este trabalho pretende aproximar a comunidade dos equipamentos culturais, além de usar a cultura como vetor de desenvolvimento social e econômico.

"Esse é um movimento de fortalecer e potencializar a cultura e todas as relações que ela pode trazer aqui nessa região que é tão importante para a cidade. Ter um diálogo e elaborar juntos possibilidades de ocupação e acontecimentos no Quarteirão das Artes. Hoje ouvimos, aproximamos e pensamos em como colocar estes equipamentos de maneira mais efetiva para alcançar a cultura como elemento de transformação social”, detalhou o gestor.

O complexo cultural que o Teatro Gregório de Mattos integra e deverá ter ações desenvolvidas para estimular o acesso da comunidade é o Quarteirão das Artes. Este complexo engloba ainda equipamentos como o Espaço Cultural da Barroquinha, a sede da Fundação Gregório de Mattos (FGM) e a Praça Castro Alves que, em breve, terá um anfiteatro e estátua em homenagem ao cantor e compositor Moraes Moreira.

Propostas – Dentre as propostas levantadas pelos participantes estão a inclusão e o acesso da população vulnerabilizada do Centro, a exemplo da população em situação de rua, aos espaços de cultura; a promoção de atividades formativas para estes públicos de modo a descobrir talentos artísticos; como envolver comerciantes e ambulantes nas atividades culturais promovidas na região; e a escuta dos anseios da comunidade na elaboração de projetos voltados à cultura.

Membro do Conselho Comunitário Centro/Brotas, Claudio Amorim participou do encontro e reforçou que colaborar na construção de projetos de forma coletiva será essencial para que a comunidade seja de fato beneficiada com as ações propostas. “É importante esse diálogo e que ele consiga reverberar para que as pessoas sejam contempladas. Queremos contribuir todos juntos no decorrer desta jornada”, finalizou.